Reta Final da Gravidez

Finalmente TA CHEGANDO! Bom, assim esperamos né?

E nesse primeiro post sobre a gravidez, que já ta quase acabando, surge por ter ouvido a mesma coisa duas vezes essa semana. Coincidência ou não foi assim que aconteceu no último domingo e ontem:

No restaurante:

Faço meu pedido e estou esperando chegar… O atendente olha, olha de novo, fixa o olhar e da primeira vez foi:

– Nossa já ta quase a sair hein?

Da segunda, após o mesmo olhar penetrante, lá vem:

– Já ta quase hein, logo logo sai!

Foi engraçado e surpreendente. Engraçado porque diferentemente dos brasileiros, em geral os portugueses são bem discretos, não são de comentar nada diretamente muito menos te encarar ou falar de maneira tão intima. Surpreendente, porque eu passei quase a gravidez toda sem as pessoas notarem que eu estava grávida, já tinha 6 para 7 meses e no curso que eu fazia ninguém percebia que eu estava grávida, na rua, no ônibus, nunca ouvi nenhum comentário. Dos nossos amigos/conhecidos portugueses, eles nunca passaram a mão na minha barriga, nunca comentaram se eu estava gorda ou magra, com a barriga pontuda, redonda, inchada, qual parto iria fazer ou qualquer outra coisa do tipo. Em geral a única pergunta que eu ouvia era se estava tudo a correr bem.

Para os desconhecidos, demorou pra gravidez ficar aparente, como sempre usei roupas largas, continuei usando as minhas roupas de antes da gravidez até esse último mês. A única vez que entrei na fila de prioridade, chamaram minha atenção e tive que puxar a minha blusa e encostar bem na pele pra mostrar a barriga. Ou seja, de repente, nas últimas 3 ou 4 semanas minha barriga resolveu explodir!

A sensação é realmente essa ela explodiu, esticou, está gigante. Não tenho mais equilíbrio, sujo todas as camisas que uso e bato ela em todo lugar (calma gente só de leve). Rica disse que vai amarrar o protetor de berço em volta da minha barriga pra não machucar a Luísa. Ou seja, realmente perdi o controle do meu tamanho.

O que também me chamou atenção foi que só agora, já no último mês, quando a barriga chega no limite, fica realmente claro que estou grávida. Me chamam pra passar na frente da fila e quase todo lugar minha barriga recebe aquele mega olhar. A sensação que eu tenho é das pessoas pensando: o que esta louca está fazendo na rua gente?

A verdade é que como seria dito no português de portugal “ta tudo a correr bem”! E se ta tudo bem não tem motivo para não seguir a vida normal, caminhar, fazer meus exercícios e seguir a vida até a hora que ela resolver nascer. Sim, aos curiosos,  se tudo  continuar a seguir bem ela nascerá de parto normal no dia que ela achar mais conveniente. A data prevista é 04 de setembro, quando completo 40 semanas, mas em geral pode acontecer até 15 dias antes ou 15 dias depois dessa data que ta tudo certo!

Pra quem não acompanhou muito os instagrans segue um pouco da evolução da barriga 😉

Captura de Tela 2014-08-06 às 17.44.41Captura de Tela 2014-08-06 às 17.44.51

Captura de Tela 2014-08-06 às 17.51.23

Captura de Tela 2014-08-06 às 17.51.31

 

 

To de volta!

Depois de um longo e tenebroso inverno posso dizer que voltei a postar!  Ou pelo menos, quero voltar!

O último post foi em outubro do ano passado, tinha voltado a trabalhar (era home-office, mas ocupava todo meu tempo criativo), perdemos um amigo mais que querido  que me deixou mais desanimada ainda, vieram as festas de final de ano e  começamos o ano (literalmente no dia 01) descobrindo que a vida mudaria ainda mais! Enfim, quase nove meses depois a Luísa chegará em menos de um mês.

Com um bebê chegando e a vida mudando ainda mais porque voltar?

Volto porque amo escrever e faço muitos posts mentalmente, tanta coisa que eu queria registrar e deixo pra lá. Volto porque em menos de uma semana de “Licença Maternidade” já estou desesperada sem produzir ( sim eu amo  trabalhar). Volto porque quero registrar nossas viagens, contar sobre como será a maternidade, e registrar o dia a dia, sem compromisso e sem obrigação.

Quero organizar os meus pensamentos  e poder voltar neles sempre que quiser e por isso volto a postar!

Além disso, morar fora do Brasil nos traz muitas alegrias, mas também nos deixa muito distantes dos amigos e familiares e entendo que contar um pouco da nossa vida por aqui é uma forma de várias pessoas queridas participarem um pouco mais do nosso dia a dia.

Espero que gostem, e vamos lá!