To de volta!

Depois de um longo e tenebroso inverno posso dizer que voltei a postar!  Ou pelo menos, quero voltar!

O último post foi em outubro do ano passado, tinha voltado a trabalhar (era home-office, mas ocupava todo meu tempo criativo), perdemos um amigo mais que querido  que me deixou mais desanimada ainda, vieram as festas de final de ano e  começamos o ano (literalmente no dia 01) descobrindo que a vida mudaria ainda mais! Enfim, quase nove meses depois a Luísa chegará em menos de um mês.

Com um bebê chegando e a vida mudando ainda mais porque voltar?

Volto porque amo escrever e faço muitos posts mentalmente, tanta coisa que eu queria registrar e deixo pra lá. Volto porque em menos de uma semana de “Licença Maternidade” já estou desesperada sem produzir ( sim eu amo  trabalhar). Volto porque quero registrar nossas viagens, contar sobre como será a maternidade, e registrar o dia a dia, sem compromisso e sem obrigação.

Quero organizar os meus pensamentos  e poder voltar neles sempre que quiser e por isso volto a postar!

Além disso, morar fora do Brasil nos traz muitas alegrias, mas também nos deixa muito distantes dos amigos e familiares e entendo que contar um pouco da nossa vida por aqui é uma forma de várias pessoas queridas participarem um pouco mais do nosso dia a dia.

Espero que gostem, e vamos lá!

Sorte do dia: Amar sapatos sem salto!

Quando viajamos em família meu pai sempre fala que para conhecer um lugar deve-se andar a pé. Em nossas viagens as longas caminhadas sempre estiveram presentes e uma das primeiras coisa que notei é que aqui em Coimbra também andaríamos muito a pé!

O tempo todo vemos pessoas passando pelas ruas, em geral estudantes e turistas. Como somos um pouco das duas coisas, também andamos muito todos os dias. Fizemos uma estimativa que em média andamos entre 8 e 10 km por dia, alguns dias fazemos esse trajeto duas vezes.

Captura de Tela 2013-09-28 às 13.38.52

O ponto positivo é que em menos de um mês já conhecemos uma grande parte da cidade e sabemos nos locomover bem. Além disso, andar tanto principalmente em trechos tão íngremes como temos feito o tempo todo pode nos ajudar a manter o peso (Será? Estamos contando com isso hahahah) e a sorte do dia é que na hora de selecionar o que viria na mala e o que ficaria no Brasil, os calçados sem salto foram os escolhidos para integrar a mala (ufa!)

IMG_0723

O ponto negativo foi ter ganhado vários calos nos pés e descobrir que alguns dos seus calçados preferidos que pareciam tão confortáveis, acabaram detonando com o seu pé e são cortados do seu dia a dia.

Pra quem pretende passear por aqui, ou pelas cidades mais históricas dessa região, já deixe registrado: carros, ônibus e taxis não chegam em todos os lugares, ou seja, calçados confortáveis na mala e muita animação!

Moramos no quebra, ou na quebra?

Os Louveirenses entenderão esse post melhor do que todas as outras pessoas, hoje venho escrever um pouco sobre a nossa rua, sim moramos na Rua Quebra-Costas mas brincamos que moramos no Quebra e vocês já vão entender melhor.

A verdade é que a saga pelo apartamento foi toda do Rica quando eu cheguei ele já tinha alugado (É claro que eu ia acompanhando tudo pelas fotos que ele mandava) . O apartamento é uma graça (conto mais detalhes em outro post) e está em uma localização incrível. Podemos fazer tudo a pé, estamos perto do centro velho, onde está toda a área turística, a Faculdade de Desportos (onde o Rica está estudando), a Faculdade de Letras, onde pretendemos fazer cursos de línguas, é razoavelmente perto da Acadêmica, da Academia (CT – Centro de Treinamento aqui é academia) do shopping, enfim mudamos alegres e saltitantes!

Rua Quebra Costas 2 Est

Continuamos alegres, mas depois da mudança descobrimos que moramos em uma das ruas mais famosas da cidade, o lugar é realmente ótimo mas estamos BEM na área turística de Coimbra. Ou seja, durante o dia todo passam grupos turistas pelas ruas tirando fotos, e muitos alunos da universidade!

O duro é que por outro lado também estamos no movimento da cidade ( e por isso, brincamos que estamos no quebra, de Louveira) essa época do ano estamos na semana de recepção de novos alunos e existem vários bares universitários na rua de cima, ou seja, outro dia a meia-noite tinha uma galera com data-show dando uma aula aqui em frente de casa, as vezes as 2h da manhã passa uma turma cantando o hino do Benfica ou as 3h uma turma cantando fado (música típica portuguesa). Sim, eles cantam, e muito, o tempo todo! (Tenho um vídeo muito bom deles, cantando mas gravei no iphone e não consigo converter pra subir no Youtube, alguém me ajuda??)

Um detalhe histórico é que moramos na região da Almedina, e a foto abaixo (do lado esquerdo) é o arco da entrada da rua, este arco foi a porta principal da cidade árabe (medina) e foi reconstruído após a reconquista de Coimbra pelos Mouros.

Rua quebra cotas portais

Obrigada pelo carinho de todos que estão lendo! Beijos

Mudanças mexem com a gente

Mudanças são sempre difíceis, bom pelo menos pra mim. Sou o tipo de pessoa decidida, penso e já faço, não sou de voltar atrás ou passar dias refletindo sobre alguma coisa. Muitas vezes esse lado impulsivo já me trouxe problemas, mas em geral me faz viver sem medo, mudando sempre e tentando aproveitar as oportunidades que aparecem!

E é assim que começo esse blog, por uma mudança, mais uma! Já foram algumas nos últimos anos, fui pra Escócia por um ano com 17 anos, pros EUA por 4 meses no ano seguinte, morei 2 anos no Rio e no final de 2011 a maior mudança da minha vida, quando a decisão do casamento, que já envolvia uma nova vida, deixar a casa dos meus pais em definitivo também envolvia mudar de estado e cidade para uma realidade completamente nova!

Quase dois anos se passaram, e eis que quando me sinto adaptada, acolhida pela família Belli, com novas amizades, envolvida em diversas atividades e com um trabalho na minha área chega uma nova mudança.

Dessa vez, vamos para Coimbra-Portugal, viver no velho continente! A ideia é aproveitar esse tempo, conhecer a Europa, voltar a Escócia, encontrar novos amigos, acompanhar muitos jogos de futebol, conhecer os nossos colonizadores e assim entender um pouco mais sobre o nosso país.

coimbra

E é isso que eu vou contar por aqui, um pouco da cultura, da vida por lá, dos jogos e de tudo que parecer legal!

Enfim, notícias dessa mudança! Porque o importante em tudo isso é viver com integridade e com a certeza que não importa quantas vezes a mudança aparecer por cada caminho que você passar você vai deixar um pouco da sua marca.

Mas que graça teria se fosse tudo igual né?

Sem título