Mais um bocadinho de português

Temos passado situações interessantes por aqui, ao mesmo tempo que encontramos muito “Não há o que fazer, tens que aguardar”, ou “Espera mais um bocadinho” também temos encontrado muitos portugueses simpáticos e prestativos.

O dia a dia em geral segue um ritmo diferente do nosso, antes das 10h30 – 11h, não adianta, praticamente nenhum lugar te atende. Quando eles falam ligue no meio da manhã, eles querem dizer 11h, meio-dia.

Agora se procurar algum barzinho no final do dia para comer ou beber alguma coisa,  se chegar as 23h não encontrará movimento algum pois está muito cedo e as pessoas começam a chegar entre meia noite e 1h da manhã.

Quanto ao português cada dia descobrimos novas palavras, outro dia conversando com uma portuguesa ela nos disse que não se usa “bicha” ao invés de “fila” em Portugal, algumas poucas pessoas podem até falar, mas não é padrão.  E para nós isso foi uma surpresa pois essa é uma expressão que sempre aprendemos como diferente do português brasileiro.

Mais algumas curiosidades :

IMG_0822

–       Fiambre é presunto

–       Leite desnatado é magro, o integral é gordo

–       Bala é Rebuçados

–       Autocarro é ônibus

–       Eles sempre usam: “tudo bem pá”

–       Quando eles falam “percebo” eles querem dizer “entendo” ( e essa deve ser uma das palavras que eles mais usam)

–       A outra palavra que eles usam muito é “acredito” quando querem deixar claro que estão cientes da sua situação

Captura de Tela 2013-10-01 às 00.26.29

Das gírias:

–       Giro é bonitinho

–       Malta é galera

Termino com esse vídeo que uma amiga portuguesa nos enviou de um programa antigo de humor, brincando com as novelas brasileiras (onde tudo acontece) com uma participação da Maitê Proença:

O vídeo é antigo e caricato mas mostra bem algumas das palavras e as reações que temos com as diferenças da língua, eu gosto particularmente da parte do “Oi” que nós brasileiros usamos muito e eles quase não usam.

E pra terminar a água Pé na Cova, sucesso por aqui 🙂 hahaha

IMG_0831

Falamos a mesma língua?

Eu: – Bom dia, eu queria um desse pão com frango, uma água e um muffin de chocolate.

A vendedora da cafeteria: – Desculpe-me, pediu um sandes panado correto?

(Nesse momento, não consegui identificar a fala de “Sandes Panados”, graças ao recibo isso ficou claro) A minha resposta foi então: – Se for esse aqui de frango é isso sim!

A vendedora da cafeteria: – E a água é fresca?

Eu: – Fresca é gelada? Se for é fresca sim.

A vendedora da cafeteria: – E por último, o que havia pedido?

Eu: – Ah, um muffin (já apontando pra ter certeza que ela entenderia), de chocolate.

A vendedora da cafeteria: Um queque, certo? Muffin é americano.

IMG_0587

E é assim que tem sido todos os dias pois além das palavras diferentes, apesar deles nos entenderem (o que definitivamente não é recíproco, pois tenho praticado um exercício constante de decifrar o que eles falam) os portugueses, em geral fazem questão de nos “corrigir”. Outro dia eu disse pro Ricardo “Vai pegar um sorvete?” E o garçom que estava perto logo me corrigiu “Pegar não, ele vai comer o sorvete”. Eles não gostam das palavras na versão em inglês, apesar de usarem “Password” ao invés de Senha.

Como registro inicial:

Portugal Brasil
Sandes Sanduíche
Panados Empanados
Fresca Gelada
Password Senha
Queque Muffin, Bolinho
Comboio Trem

Além disso também tem a escrita, que para fugir do inglês Shampoo por exemplo, se torna Champú ou Champô. E detergente é Detergente Loiça.

IMG_0560

IMG_0561

Tenho a impressão que ainda farei muitos posts sobre a nossa língua portuguesa! Porque apesar de falarmos a mesma língua, essa tem sido a maior dificuldade na adaptação.

Localização, comida, clima e tudo mais até o momento está bem tranquilo!

Ah obrigada pelos comentários, estou amando todos, vou respondendo por aqui ou pelo Facebook ok? Beijos!