Ehrengast Brasilien

Como já falei aqui, o Brasil foi o convidado de honra da feira esse ano!

Para quem acompanhou, a feira já começou com a polêmica do Paulo Coelho, que sendo um dos convidados da comitiva brasileira, de última hora avisou que não estaria presente por não concordar com a lista de convidados da comitiva do governo brasileiro (quem não acompanhou pode ler mais nesse texto). Como ele era muito esperado, por vários lugares da feira, era possível encontrar fotos de divulgação da presença dele.

Apesar dessa polêmica, a comitiva tinha outros grandes nomes que estiveram presentes e alegraram o público. Desses convidados, consegui rapidamente acompanhar algumas participações:

1. Laurentino Gomes

IMG_0967

O autor contou um pouco sobre as suas pesquisas para a produção dos seus livros “1808”, “1822”e o último “1889”. Apesar de muitas pessoas acharem que ele é historiador,  ele na verdade é jornalista e conta que os livros são uma compilação de diversos estudos jornalísticos sobre a história do brasil.

2. Maurício de Sousa

IMG_1025 IMG_1069

Esse painel era para ser Maurício de Sousa e Ziraldo, mas o Ziraldo passou mal durante a feira e infelizmente não pode comparecer.

O Maurício de Sousa contou um pouco sobre a sua divisão de tempo de trabalho entre o empresário e o artista, falou em como ele planejou alcançar os 46% do mercado de quadrinhos brasileiros! Sobre os personagens, contou que o Horácio é o Alter Ego dele, e que muitas vezes os amigos distantes sabiam como estava a vida dele pelo personagem. Ele também levantou algumas questões sobre a passagem do cartoon para o digital e como o mercado editorial ainda precisa melhorar nessa área. Mas os detalhes, o blog do Widbook vai contar, então acompanhem lá!

3. Pedro Bandeira e Ruth Rocha

IMG_1060 IMG_1063

Esse painel emocionou a platéia, muita gente agradecendo a influência desses grandes autores na formação dos brasileiros. Um ponto legal foi quando o Pedro Bandeira, comentou que depois que ele escreve a história os personagens não são mais dele, são de outras pessoas, dos outros cérebros que estão vivendo e imaginando a história na mente deles. Achei interessante ele pensar assim!

4. Eduardo Spohr

Ele foi um dos que não foi convidado pelo governo brasileiro (citado nas reclamações do Paulo Coelho) para ir a feira. A reclamação foi por apesar de ele ter vendido mais de 600mil livros no Brasil (só como curiosidade, no Brasil 3mil livros vendidos é considerado uma ótima venda) não ter entrado na lista.

Acabei não tirando fotos dele, mas comprei o novo livro que foi lançado lá “Filhos do Éden: Anjos da Morte”. Não sei se é o estilo de livro que eu gosto, mas como ainda não li nada dele, vou ler e depois conto aqui o que eu achei!

foto 2 foto 1

Além das participações em painéis com os autores, o Brasil também estava presente em dois pavilhões um com exposições com livros que contavam também um pouco da história do Brasil e outro com as editoras brasileiras.

Agumas fotos do pavilhão do Brasil no hall 1:

IMG_1051

IMG_1054

IMG_1056

IMG_1049

Já no pavilhão das editoras brasileiras tinha café brasileiro e frutas típicas para os visitantes!

IMG_0970

IMG_0971

Bom, esses foram alguns registros da participação na feira! No próximo post vou colocar algumas fotos da cidade e sugestões de restaurantes para quem pretende conhecer a cidade!

O Brasil por aqui…

Desde que cheguei tenho feito algumas fotos sobre coisas brasileiras que encontro por aqui. Hoje resolvi postar essas fotos para vocês verem um pouco do que é encontrado sobre o Brasil nas ruas de Coimbra!

1. Política

Logo no primeiro dia aqui na cidade, encontrei a presidenta e o Lulinha na barraca de caricaturas do centro velho...
Logo no primeiro dia, aqui na cidade, encontrei a presidenta e o Lulinha na barraca de caricaturas do centro velho…

2. Novelas

Dizem que os portugueses entendem bem o sotaque e as gírias brasileiras por causa das novelas, desde pequenos eles assistem a Rede Globo ( parafraseando um português que nos mostrou alguns apartamentos na cidade “A maior fábrica de novelas do mundo”).

Vi muitas capas de revistas com o "Félix" e outras referências a novelas brasileiras.
Vi muitas capas de revistas com o “Félix” e outras referências a novelas brasileiras.

3. Livros

Em um shopping de Coimbra, rodei a livraria inteira e o único livro brasileiro em destaque era esse “Giane: vida, arte e luta”. Mais um sinal da influência das novelas brasileiras na vida dos portugueses.

IMG_0725

4. Música

Em uma lojinha que entrei para tirar umas cópias de alguns documentos, vendiam-se vários LPs e CDs, na prateleira dos CDs encontrei essas relíquias. Não saiu na foto mas também tinha Victor e Léo e Roberto Carlos.

IMG_0825

Vou “colecionando” esses achados e aos poucos vou postando por aqui!

O que acharam? Sabiam que as novelas tinham tanta influência assim por aqui?

Mais um bocadinho de português

Temos passado situações interessantes por aqui, ao mesmo tempo que encontramos muito “Não há o que fazer, tens que aguardar”, ou “Espera mais um bocadinho” também temos encontrado muitos portugueses simpáticos e prestativos.

O dia a dia em geral segue um ritmo diferente do nosso, antes das 10h30 – 11h, não adianta, praticamente nenhum lugar te atende. Quando eles falam ligue no meio da manhã, eles querem dizer 11h, meio-dia.

Agora se procurar algum barzinho no final do dia para comer ou beber alguma coisa,  se chegar as 23h não encontrará movimento algum pois está muito cedo e as pessoas começam a chegar entre meia noite e 1h da manhã.

Quanto ao português cada dia descobrimos novas palavras, outro dia conversando com uma portuguesa ela nos disse que não se usa “bicha” ao invés de “fila” em Portugal, algumas poucas pessoas podem até falar, mas não é padrão.  E para nós isso foi uma surpresa pois essa é uma expressão que sempre aprendemos como diferente do português brasileiro.

Mais algumas curiosidades :

IMG_0822

–       Fiambre é presunto

–       Leite desnatado é magro, o integral é gordo

–       Bala é Rebuçados

–       Autocarro é ônibus

–       Eles sempre usam: “tudo bem pá”

–       Quando eles falam “percebo” eles querem dizer “entendo” ( e essa deve ser uma das palavras que eles mais usam)

–       A outra palavra que eles usam muito é “acredito” quando querem deixar claro que estão cientes da sua situação

Captura de Tela 2013-10-01 às 00.26.29

Das gírias:

–       Giro é bonitinho

–       Malta é galera

Termino com esse vídeo que uma amiga portuguesa nos enviou de um programa antigo de humor, brincando com as novelas brasileiras (onde tudo acontece) com uma participação da Maitê Proença:

O vídeo é antigo e caricato mas mostra bem algumas das palavras e as reações que temos com as diferenças da língua, eu gosto particularmente da parte do “Oi” que nós brasileiros usamos muito e eles quase não usam.

E pra terminar a água Pé na Cova, sucesso por aqui 🙂 hahaha

IMG_0831